http://www.cic.unb.br/~rezende/sd.php > Ciberguerra: bandeira falsa

Como voce é vigiado, e para quê?

Ciberguerra: Bandeira Falsa contra o voo MH17

Apresentação em Debate no Campus Party CPRE3
  Recife
, 26 de julho de 2014
   Pedro Antônio Dourado de Rezende *


 
vídeo da apresentação também no youtube



A Comissão Internacional instaurada pelo governo holandes para investigar as causas do acidente com o voo MH17 ocorrido sobre a Ucrânia em julho de 2014 acaba de divulgar seu primeiro relatório, e a mídia corporativa logo caiu em peso distorcendo os fatos narrados e não narrados (veja este exemplo do New York Times).

"Misseis russos", no caso, quer dizer apenas misseis fabricados na Rússia. Misseis que foram fabricados na Rússia na época em que a Ucrania ainda era parte da União Soviética, e que há mais de dez anos não mais estão no arsenal ds Forças Armadas da Rússia mas ainda estão no arsenal da Ucrânia.

Gravações dos controladores de voo que foram confiscadas da torre de controle de Kiev logo depois do acidente e nunca foram divulgadas, nem para a tal investigação. Idem para as gravações na cabine do piloto que foram preservadas na caixa-preta, entregue pelas autoridades de Donbass ao governo britânico.

Idem para o corpo do piloto, que nem mesmos os familiares tiveram acesso, sequer ào documento de autópsia. Idem para os dados de espionagem satelital dos EUA no local e hora do acidente, que cinco dias depois do evento o secretário de estado John Kerry diclarou possuir e indicar a origem dos disparos contra o MH17, que tampouco foram disponibilizados para a tal investigação, ao contrário dos dados sobre os mísseis e espionagem satelital, fornecidos pela Rússia aos investigadores na holanda.

Acredito que quem não tem algo a esconder no episódio não precisa sabotar dessa forma tal investigação. E também acredito que cada um é livre para acreditar no que quiser.


Autor

* Pedro Antônio Dourado de Rezende é matemático, professor de Ciência da Computação na Universidade de Brasília (UnB), Coordenador do Programa de Extensão em Criptografia e Segurança Computacional da UnB, ex-representante da sociedade civil no Comitê Gestor da Infra-estrutura de Chaves Públicas brasileira (ICP-BR). www.cic.unb.br/~rezende/sd.php

Direitos autorais:

O autor publica esta obra sob licença Creative Commons (CC NC-ND-2.0): Livre para republicações com Atribuição, uso Não Comercial e Não Derivável. (outras republicações requerem autorização expressa) Texto da licença em: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.0/deed.pt